Leve-me com Você

Leve-me Com Você

Saudade e Adeus - Pedacinho do Céu

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Eu Sou...


Eu sou a razão do meu coração, procurando solução...

Eu sou um coração sem razão, que se perde na solidão...

Eu sou a lágrima da chuva, que molha meus sentimentos...

Eu sou âncora quebrada, que aqui jaz naufragada...

Eu sou moinho dos ventos, que leva embora os pensamentos...

Eu sou natureza em festa, que sopra os ventos da floresta...

Eu sou chama incandescente, aquela que foge das enchentes...

Eu sou as dores do mundo, que sofre sem sentir dor...

Eu sou viajante do tempo, buscando conhecimento...

Eu sou como pássaro errante, buscando alguém distante...

Eu sou morte e eu sou vida, como a flor que foi colhida...

Eu sou pergunta sem resposta, nas páginas que escrevi...

Eu sou passagem secreta, que fica além da floresta...

Eu sou montanha encantada, por ter sido enfeitiçada...

Eu sou uma doce canção, em busca do seu refrão...

Eu sou o mar do deserto, na seca do meu sertão...

Eu sou como folha morta, que cai da árvore ao chão...

Eu sou estrada da vida, sem rumo e sem direção...

Eu sou cristal delicado, que não pode ser quebrado...

Eu sou apenas uma mãe, que ama, chora e sorri...

Eu sou apenas uma mãe, que tem seu braço amputado...

Eu sou apenas uma mãe, buscando a fé na razão...

Eu sou apenas uma mãe, que sua filha perdeu...

Eu sou, apenas sou...

Só isso, eu sou MÃE...


© Por Rosana Madjarof – 19/10/2009 - 16:15 h. - Direitos Autorais Reservados

3 comentários:

Rosana

Seus sentimentos são perceptíveis em suas poesias. Você não escreve apenas por escrever. Escreve com o coração e por isso consegue tocar quem lê.
Você não é só uma mãe. E sim toda a grandiosidade que essa palavra representa.
Bjs

Maravilhoso poema, ele retrata os sentimentos de uma mãe. Sabe amiga, gostaria de ter este maravilhoso dom de colocar o sentimento que vem no coração em poesia. Não sinto inveja e agradeço a Deus por existir pessoas como você que tem este dom tão maravilhoso para nos deixar extasiadas.
Parabéns pelo belo poema.
Um beijão.

Bom dia mãe Rosana,

Belo poema, parabéns!

Que bom que não danou comigo por estar na geração "copia e cola" (risos). Seu texto foi minha primeira postagem...de lá pra cá venho lendo tantas outras e entro em contradição,mas é a vida.

Olha, esta vida é curiosa e engraçada...não sabia que você é espírita, e também não sei porque estou ligada ao espíritismo. Foge a minha compreesão. Ainda tenho muito que aprender, ou simplesmente lembrar ;)

Beijos em seu coração.

Carinhosamente: Simone Ramos

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Savar nos Favoritos Mais